Home Todos Comportamento Acredite em você!

 

Nem sei dizer, quantas vezes na vida, ouvi frases do tipo: “Você tem que sonhar menos”, “Tem que querer menos”, “Você não tem capacidade para isso” ou “Você não está pronta para aquilo”. Dependendo do meio em que se vive, podemos ser devastados pelas pessoas que nos cercam. Se ouvimos coisas desse tipo na infância e acreditamos, o pior estrago que poderia ser feito em nós mesmos se concretiza.

Tem pessoas que, quando são bombardeadas por críticas, acreditam nas mesmas. Mas também, felizmente, há o tipo de pessoa que se sente incomodada com as críticas e pensa silenciosamente: “Eu vou mostrar para esta pessoa, que ela que está errada”. As críticas e frases de desencorajamento podem servir como um combustível, para se seguir em frente. Se até mesmo a raiva e a tristeza podem ser recursos que nos impulsionam no caminho que desejamos, qualquer coisa negativa pode ser tomada desta forma.

Eu já fui uma pessoa com muitas revoltas. É claro que isso gerava dores, sentimentos negativos e retardos em minha vida, que só agora percebo, porém, tenho clareza no saber, que utilizei de todas essas coisas como força para conseguir o que queria, mesmo quando nem certeza tinha do que almejava na vida.

Sempre fui adepta ao “Posso não saber o que quero, mas sei bem o que não quero”. Se por vezes era difícil saber o que queria, sempre foi muito fácil entender o que não desejava para mim. E por mais simples que pareça a frase acima, ela me serviu como um guia, até o momento atual, que ser uma pessoa decidida e que rapidamente toma decisões se tornou parte natural de quem eu sou.

Entendi com o passar dos anos, que o excesso de críticas pode ser extremamente nocivo para muitos e positivo para uns poucos. E foi também com o passar do tempo, que compreendi, que os que criticam não são necessariamente maus, mas certamente são pessoas que não acreditam tanto nelas mesmas, e por isso a dificuldade de enxergar e aceitar o potencial no outro (a).

Os que cruzam nossos caminhos sempre nos servirão de lição, sendo positiva ou negativa. Cabe a nós mesmos decidir o que fazer com o que se aprende. Tem gente que se lamenta, sente raiva. Outros se esforçam em compreender o aprendizado para usá-lo. Este deveria ser o sentido da vida de cada um. Tudo o que se vivencia pode e deveria ser visto como algo a ser aprendido e usado em seguida.

Felizmente, eu não acreditei nas pessoas que me desencorajaram e criticaram. Houve momentos em que elas venceram sim, mas na maioria das vezes, eu decidi acreditar em mim, no que eu queria e no que desejava, mesmo quando meus sonhos pareciam grandes demais. E acho que ainda são. E pelo que vejo, continuarão sendo.

Às vezes, me pego repetindo exatamente o que fizeram comigo, mas a maior parte do tempo, acredito na capacidade que todo ser humano tem de se superar, quando simplesmente acredita em si mesmo. Todos temos forças extraordinárias em nosso interior. O que acreditamos e pensamos é o que lá na frente nos tornamos.

A chave de acesso para o melhor de si mesmo e o melhor que se pode ser é acessada com a crença em quem se é. Simples assim.

Desacreditar do mundo inteiro, se for necessário e acreditar em si mesmo, é o melhor caminho a se seguir, se somos rodeados por pessoas descrentes delas mesmas. A derrota e descrença dos outros são dos outros.

Sobre a minha pessoa, sempre escolhi e continuo escolhendo acreditar em mim.

 

 

 

Deixe um comentário

*

error: O conteúdo é protegido!