Home Todos Comportamento Ressignificando o velho ditado: “Orai e vigiai”

 

 

Depois de já me acostumar a crescer alguns anos em poucos dias ou semanas, penso que finalmente compreendi o significado do velho ditado “Orai e vigiai!”. Acho que este deve ser o significado de ressignificar as coisas. É quando algo, que até então, como neste exemplo, era só uma frase, em seguida, passa a fazer parte de uma compreensão além.

Recentemente, passei por diferentes fases e mudanças, uma seguida da outra, em muito curto espaço de tempo. Situações que envolveram a minha vida pessoal, profissional e familiar. Em primeiro lugar, devido a uma mudança que não me agradou muito, me peguei sentindo raiva e descontentamento. Avessa à ingratidão, estava me sentindo exatamente assim: ingrata. E por mais que houvesse razão para isso, eu definitivamente não queria me sentir daquela maneira.

Após algumas semanas, decidi, como já havia feito antes, em outros momentos da vida, mudar o foco. Parei de pensar naquilo que me incomodava, por mais que durassem horas do meu dia, e me distraí, pensando em outras coisas que me faziam feliz.

Como tudo no Universo é uma resposta ao que vibramos e pensamos, uma grande oportunidade surgiu em minha vida, simplesmente como num passe de mágica. Haveria quem me perguntasse, se soubesse a história toda: mas como isto aconteceu? Através de um novo estado de espírito, uma mudança no padrão de pensamentos, permitindo que novas coisas chegassem, para substituir o velho que incomodava.

Passado apenas uma semana, um novo fato aconteceu, agora na vida pessoal. Surpresa e sem saber como agir, me peguei aflita, insegura, ansiosa, extremamente nervosa. Poucos dias se passaram e uma grande amiga questionou: “Mas você acabou de passar por algo, quando conseguiu mudar tudo, apenas mudando o foco…., por que não faz isso de novo?”.

E não é que ela tinha razão?

Apesar de parecer algo simples, e ser realmente simples, temos que nos vigiar o tempo todo, para manter o nível de nossos pensamentos elevados. Pensar em algo que se goste é fácil, mas ser fechado no trânsito, ou ser insultado do nada, por exemplo, e ainda sim se manter positivo  não é fácil. É trabalhoso.

Temos capacidade de criar dezenas de milhares de pensamentos em um só dia, e ao mesmo tempo. Posso estar trabalhando numa planilha de dados, enquanto penso nas tarefas domésticas a fazer quando chegar em casa, bem como nos meus problemas de relacionamento e em seguida na festa de natal do fim de ano, que logo estará terminando, e como o tempo passou rápido demais, e como eu devo agir para viver melhor. São pensamentos sem fim.

Como domar todos eles? Conseguir que sejam sempre positivos?

Apesar de já ter aprendido a fazer isso e saber como fazer, percebo que é uma tarefa que nunca acaba, exatamente como os pensamentos.

Na vida, os problemas nunca se findam. E o problema nunca deve ser o ponto principal de atenção. O foco deve ser em como reagir bem, frente àquela questão. Sem desespero, raiva, revolta ou qualquer sentimento negativo.

Somos falhos e sempre haverão momentos difíceis frente à situações ruins, porém, quanto mais eu vigio a mim mesma e “oro” através de bons pensamentos ou orações de verdade, mais rapidamente eu consigo voltar numa sequência de pensamentos favoráveis e mudo tanto o meu estado de espírito, quanto o principal: a minha vida.

E depois do conselho da minha amiga, eu mudei totalmente o meu estado de espírito, mais uma vez! E de novo fez toda a diferença.

Foco no que faz bem e tudo muda.

Vigie! E se precisar, ore!

 

 

 

Deixe um comentário

*