28 de outubro de 2015

A menina

    Há muitos anos atrás, presenciei o começo de uma história de amor bastante peculiar. Se tratava do pai de uma amiga minha, com uma […]
28 de outubro de 2015

Casamento: a desconstrução!

    Conversando com uma pessoa interessantíssima sobre o eminente fracasso de um casamento, ela solta: “casamento é uma desconstrução”. Eu ri. Ri por dentro e […]
27 de outubro de 2015

O dia em que o Sacudo sumiu

Após um sofrimento de mais de vinte e quatro horas de viagem, os gatos finalmente chegaram em sua nova casa. Vindo da Alemanha, estavam acostumados com […]
27 de outubro de 2015

Minha prima Julia

  Aos setes anos de idade a pequena Julia esbanja beleza e inteligência, além de uma voz levemente rouca, que é a voz mais linda que […]
27 de outubro de 2015

A menina que escrevia demais

  Quando tinha dez anos de idade, já tinha um caderninho onde fazia meus escritos. Não achava que eles eram importantes ou bem feitos. Apenas os […]
27 de outubro de 2015

Tristeza eternizada

    Eu nunca esqueci o choro de meu avô. Foi ele, que sem saber, me mostrou pela primeira vez, o que era a dor da […]
27 de outubro de 2015

Privilégio

   Após trinta dias vivenciando, provavelmente, as melhores férias da minha vida, eu estava prestes a voltar ao trabalho. Antes mesmo de iniciar este período, eu […]
21 de outubro de 2015

Anjinho

             Quando ainda morava na cidade de Sorocaba, há mais de dez anos atrás, me lembro de ter entrado numa escola […]
21 de outubro de 2015

Segunda adolescência

           Após quase vinte anos, escrever sobre a adolescência que se perdeu em meu caminho é um pouco dolorido. Quando vejo uma […]
20 de outubro de 2015

Mãe do contrário

    Como mãe você sonha que seu filho vai ser médico. Seu filho sonha ser cabeleireiro. Você sonha que sua filha vai ser modelo. Sua […]
19 de outubro de 2015

A Cozinha

              Que a cozinha é um lugar acolhedor todo mundo já sabe. Os motivos são vários: é o lugar onde se acha a mãe, a […]
19 de outubro de 2015

Os sobrinhos

                 Fui tia a primeira vez ainda bem jovem. E desde então achei o máximo ter um serzinho menor […]